Tudo sobre temperos e azeites

16.04.2019

 

Uma coisa é fato: os temperos fazem toda a diferença na hora de preparar uma refeição. E o azeite então? É a chave de ouro para que o sabor de qualquer comida fique ainda mais especial.

 

No entanto, apesar da grande variedade de temperos que temos aqui no Brasil, a combinação de cebola e alho (refogadinhos no óleo ou azeite) ainda é uma das mais populares. Essa tradição se dá, principalmente, pelo medo que muitos têm de trocar o temperinho de sempre por um novo - com medo da receita não sair como planejado.

 

Em todo caso, no post de hoje, separamos 5 temperos que você não pode deixar faltar em casa — além de claro, falar um pouquinho sobre os benefícios do azeite e como você pode usá-los em seu almoço de Páscoa. Veja só!

 

1. Açafrão da terra/Cúrcuma

 

 

A cúrcuma, conhecida também como açafrão, é uma das ervas mais importantes do Curry - além de claro, ser a base da culinária do Oriente Médio. Comercializada em pó, é um ingrediente utilizado para “colorir” alimentos, bem como intensificar o sabor de sopas, caldos e carnes.

 

2. Cebolinha

 

 

 

A cebolinha é um tempero de origem europeia e espalhou-se pelo mundo através das navegações portuguesas.

 

Essa erva é versátil e, por isso, tanto as folhas quanto os talos podem ser aproveitados. O ideal é sempre acrescentá-la na hora de servir, para manter o sabor e as propriedades nutricionais.

 

A cebolinha vai bem com saladas, legumes, sopas, queijos e molhos frescos e carnes (especialmente as brancas e os pescados).

 

3. Cominho

 

 

O cominho sempre foi utilizado por conta do seu aroma e sabor na culinária, mas também é valorizado por suas propriedades medicinais. Geralmente, pode-se encontrar o cominho em grão, moído, em pó ou óleo essencial. Na maioria das vezes,é usado como tempero, para dar sabor e aroma em diversas receitas. A utilização mais frequente é na preparação de sopas, bem como pratos como barbecue, curry indiano e o chilli.

 

 

4. Alecrim

 

 

O Alecrim é uma das ervas mais aromáticas dentre os temperos. É muito utilizado na culinária mediterrânea e deve sempre ser usado com cautela, pois pode ser bastante forte e marcante.

 

No geral, o alecrim pode ser usado nos mais diversos pratos. Aves, carne suína, pães e legumes - todos eles combinam com o alecrim, seja ele fresco ou seco.

 

5. Manjericão

 

 

Além do alecrim, o manjericão é uma excelente erva para aromatizar os mais diversos pratos. Para você ter uma ideia, o manjericão é o ingrediente fundamental da culinária italiana - isso porque está presente nos mais populares pratos, como na pizza marguerita, por exemplo.

 

O manjericão vai muito bem em molhos de tomate, como tempero de frango, saladas, pizzas, em bebidas e sobremesas geladas, além de ser um excelente acompanhamento para queijos frescos. E não se esqueça do molho pesto, é um excelente uso para o manjericão.

 

Vamos falar sobre o azeite?

 

 

Entre os óleos comestíveis, o azeite de oliva é um dos mais importantes e antigos do mundo. Ele é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que possuem propriedades de reduzir concentrações sanguíneas de LDL (mau colesterol) e aumentar o HDL (bom colesterol).

 

Além disso, ele também é rico em polifenóis, que são responsáveis pelo seu sabor característico, e que possuem ação antioxidante, ajudando  na prevenção de doenças cardiovasculares.

 

Tipos de azeite

 

Como você já deve ter notado, existem diferentes tipos de azeite de oliva - isso porque diversos fatores influenciam em sua qualidade. Variedade da azeitona, tipo de solo, práticas de cultivo, condições climáticas na etapa de produção, bem como acidez e tempo de processamento. Sendo assim, o azeite pode ser classificado em diferentes tipos:

 

Azeite extravirgem

 

Possui acidez menor ou igual a 0/80%, e é bem avaliado nos testes sensoriais. É um produto de alta qualidade e normalmente utilizado na finalização de pratos ou saladas.

 

Azeite virgem

 

Possui boa qualidade, porém, pode apresentar possíveis defeitos de cheiro e sabor - se comparado ao azeite extravirgem. Apresenta acidez entre 0,8 a 2%.

 

 

Como consumir azeite?

 

O azeite de oliva deve ser utilizado apenas na finalização dos pratos. No entanto, também pode ser refogado, mas de forma rápida - isso porque altas temperaturas acabam alterando as características e os benefícios do azeite.

 

Apenas uma ou duas colheres de sopa ao dia já oferecem todos os benefícios necessários.

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as combinações possíveis entre os temperos e os mais diversos pratos, acesse o nosso site ou passe no Savegnago mais próximo.

 

Tudo o que você precisa, aqui no Savegnago tem!

 

 

Please reload

CATEGORIAS

© 2016 por Shalon Propaganda. Todos direitos reservados a Rede Savegnago.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • instagram
  • Twitter Social Icon
blog do savegnago