• Atendimento Savegnago

Cinco dicas de alimentação para mães de primeira viagem


Quando o assunto é alimentação, muitas mamães se sentem inseguras em relação ao que pode ser consumido, principalmente na primeira gestação. Além de procurar um bom nutricionista, suprir as necessidades do organismo, tanto do bebê, quanto da mulher, é fundamental. Além de ter cuidado para não ganhar muito peso. Em homenagem ao Mês das Mães, o Blog do Savegnago listou cinco dicas de alimentos indispensáveis para qualquer gestante. Confira, abaixo!

  1. Frutas, legumes e folhas: a ingestão delas ajuda a gestante combater quadros de constipação intestinal. Além disso, as frutas, legumes e folhas têm alto índice de ferro, zinco, selênio, cálcio, fósforo, fitonutrientes, flavonoides, antioxidantes e diversas vitaminas necessárias para a formação do bebê e bem-estar da mamãe. Frutas como laranja, acerola, caju e mamão são essenciais para uma alimentação saudável para gestantes, assim como espinafre, couve, manjericão, milho, abóbora que são grandes fontes de ferro e ainda auxiliam na produção dos hormônios, que protegerão a mamãe e o bebê durante a gestação.

  2. Carnes: esse alimento é fonte de proteínas de alto valor biológico, que ajudarão na estruturação dos tecidos corporais do bebê e também na reposição de eventuais perdas no organismo materno. Só é preciso ter atenção para optar por versões mais magras.

  3. Peixe: peixe é rico em ômega 3, óleo essencial que ajuda a criança em seu desenvolvimento físico e cognitivo, prevenindo a hiperatividade, ansiedade e impulsividade ao longo da vida. Esse óleo também pode ser encontrado em outros peixes, como atum, sardinha e arenque. As nozes, castanhas, avelãs e sementes, tanto de linhaça, como de chia, também possuem o ômega 3.

  4. Laticínios: o leite e seus derivados também têm sua importância na gestação. Além de serem boas fontes de proteínas de alto valor biológico, de ferro e de vitamina B12, esses produtos ajudam a garantir a ingestão satisfatória de cálcio e vitamina D, que são importantes na formação da estrutura óssea do bebê.

  5. Cereais integrais: além de o bebê utilizar boa parte da sua energia metabólica para estruturação de um novo organismo, a mãe também precisa da energia para garantir o funcionamento de suas próprias funções vitais. Os alimentos integrais são recomendados, porque possuem baixo índice glicêmico e isso faz com que a glicose seja absorvida de forma mais lenta, prolongando a energia, enviando menos açúcar ao sangue e por conter fibras que aumentam a sensação de saciedade.

Na fase da amamentação, evite alimentos que provocam cólica no bebê Alguns tipos de alimentos consumidos pela mãe podem provocar cólicas no bebê, devido à imaturidade do seu intestino. Cafeína, chocolates, cebola, ovo, feijão, amendoim e vegetais crucíferos, como couve-flor, repolho e brócolis, são apontados como mais prováveis de provocarem a cólica.

​*No Savegnago.com.br, terça e quarta-feira são dias ideais para você aproveitar as ofertas de hortifruti. Clique, abaixo, faça a feira e receba tudo no conforto de sua casa!

#mães #alimentação #gestante

60 visualizações

© 2016 por Shalon Propaganda. Todos direitos reservados a Rede Savegnago.